Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado

  • Home
  • Notícias
  • Últimas Notícias
  • Aplicativos de entrega aumentam formalização de motoboys, diz Fipe - Folha de S. Paulo

Aplicativos de entrega aumentam formalização de motoboys, diz Fipe - Folha de S. Paulo

A popularização dos aplicativos de entrega levou a uma onda de formalização de motoboys, segundo pesquisa da Fipe encomendada pela Loggi, empresa de tecnologia que atua no setor.

Cerca de 46% dos motofretistas do estado de São Paulo possuem algum arranjo formal de trabalho, como carteira assinada ou MEI (microempreendedor individual).

O número de formalizados cresce a uma taxa média de 10,1% ao ano, de acordo com a Fipe. Dois a cada dez motoboys no país estão no estado paulista.

No Brasil, o ritmo de crescimento é um pouco mais lento, de 8,9%. A fatia de formalizados também é menor: em torno de 30%.

"Pode-se creditar às plataformas digitais a concretização de um número maior de transações (entregas) nas grandes cidades brasileiras, bem como a abertura de oportunidade de emprego formal em um período marcado pela recessão e pelo desemprego", afirma o estudo.

Últimas Notícias