Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado

Novo corte no Orçamento será de no mínimo R$ 5 bi - Valor Econômico

O governo ainda trabalha na definição do novo corte orçamentário a ser anunciado na semana que vem, mas uma fonte informa que já se sabe que o piso do novo bloqueio é de R$ 5 bilhões. Os esforços agora são para manter o número final mais perto desse piso, evitando que chegue em valores mais altos. A hipótese de R$ 10 bilhões não pode ser descartada, mas é vista neste momento como "muita alta" por essa mesma fonte.

Na semana passada, o Valor informou que o governo revisaria para cerca de 1,5% a projeção de alta do crescimento econômico. Essa revisão (hoje a estimativa oficial é de 2,2%) naturalmente reduz a projeção de receitas administradas. O governo, contudo, revisa uma série de outros parâmetros e até mesmo a projeção de despesas obrigatórias, portanto a nova projeção de receitas totais depende de outros fatores. Nesse sentido, a equipe econômica busca alternativas para obter mais receitas em suas projeções.

Esse problema de contingenciamento de despesas, que no primeiro relatório chegou a R$ 29,8 bilhões, poderia ser resolvido se o governo pudesse contar com a projeção de recursos decorrentes do leilão das áreas adjacentes da cessão onerosa, marcado para 28 de outubro deste ano. Mas os trâmites burocráticos ainda estão em curso e o governo não tem elementos suficientes de garantia de que o bônus de assinatura, estimado em R$ 106,5 bilhões, entrará no caixa federal neste ano. Dessa forma, não pode incluir essa receita potencial na conta de arrecadação projetada.

Últimas Notícias