Câmara rejeita emendas e mantém salário mínimo de R$ 1.212 em 2022

piggy bank, saving, money-850607.jpg

Valor Econômico

Por Raphael Di Cunto e Marcelo Ribeiro

A Câmara dos Deputados aprovou nessa terça-feira (24) a medida provisória (MP) que fixou o salário mínimo em R$ 1.212 este ano e rejeitou iniciativas da oposição para aumentar o valor. A proposta segue para análise do Senado, que precisa aprova-la até 1º de junho para que o projeto não perca a validade – o que faria o piso voltar ao patamar de 2021.

O salário mínimo de R$ 1.212 está em vigor desde 1º de janeiro de 2022 porque medidas provisórias têm força de lei a partir da publicação. Os deputados aprovaram a proposta em votação simbólica, mas rejeitaram as emendas dos partidos de oposição para elevar o valor, sob o argumento de que a inflação do período corroeu o poder de compra dos trabalhadores.

O deputado Elvino Bohn Gass (PT-RS) apresentou emenda para que o presidente Jair Bolsonaro (PL) fosse obrigado a publicar decreto atualizando o valor pela inflação acumulada de janeiro até a data de sanção em junho. “O que estamos propondo é repor a perda que o trabalhador teve no período”, disse. De janeiro a abril, a perda do poder de compra alcançou 4,49%, ressaltou. “Estamos num período fora da curva com o governo Bolsonaro.”

Apenas os partidos de oposição e o Cidadania votaram a favor dessa emenda. Já as siglas governistas, incluindo o PL de Bolsonaro, o PSDB e MDB, votaram contra a mudança. A emenda da oposição foi rejeitada por 222 votos a 126.

Relatora da MP, a deputada Greyce Elias (Avante-MG) disse que não havia espaço no orçamento do governo para aumentar o valor este ano e lembrou que cada R$ 1 a mais teria impacto de “bilhões de reais em toda a cadeia do país”. “Todas as motivações trazidas são nobres neste plenário, mas nós precisamos mais uma vez relembrar a nossa obrigação de cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, a lei orçamentária votada no ano de 2021”, disse.

https://valor.globo.com/politica/noticia/2022/05/24/camara-rejeita-emendas-e-mantem-salario-minimo-de-r-1212-em-2022.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SINDICATOS DE EMPRESAS DE RECURSOS HUMANOS, TRABALHO TEMPORÁRIO E TERCEIRIZADO

X