Sem dar detalhes, Guedes promete lançar programa de incentivo a informais

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira que o governo deve lançar um novo programa para incentivar trabalhadores informais, batizado de Bônus de Inclusão Produtiva (BIP).

Sem dar detalhes, Guedes afirmou que o programa está sendo desenhado pela equipe econômica, ao citar a reedição das medidas emergenciais publicadas nesta terça, como o programa que autoriza acordos de redução e jornada salarial, voltado a trabalhadores com carteira assinada.

— Eu quero deixar aqui um abraço, os parabéns novamente pra nossa equipe, que está desenhando todos esses programas. Vem mais programas por aí, vem o Bônus de Inclusão Produtiva, o BIP, como nós estamos chamando – afirmou durante a coletiva de apresentação dos resultados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de março.

E acrescentou:

— O presidente (Jair Bolsonaro) sempre diz: ‘E os invisíveis, cadê o nosso programa para ajudar os invisíveis?’. O mercado formal de trabalho são 40 milhões de brasileiros, mas encontramos outros 40 milhões de brasileiros fora do mercado formal, excluídos por uma legislação obsoleta, excluídos pela nossa incapacidade de criar um mercado de trabalho vigoroso, forte, robusto.

O ministro citou como exemplo as pessoas que ficaram sem emprego por causa da pandemia da Covid-19 e que ainda não tiveram o retorno ao mercado em segurança garantido porque a vacinação ainda não avançou tanto.

— É o vendedor de água nos jogos de futebol, é o vendedor de churrasquinho de gato, é o pipoqueiro, essa turma toda informal que está bloqueada, sem capacidade de trabalho. Nós queremos o retorno seguro ao trabalho desses brasileiros, através da vacinação em massa. Enquanto isso não ocorre, o bônus de inclusão produtiva. Eles têm direito ao trabalho – afirmou o ministro.

O GLOBO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SINDICATOS DE EMPRESAS DE RECURSOS HUMANOS, TRABALHO TEMPORÁRIO E TERCEIRIZADO

X